Make your own free website on Tripod.com
 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

.

 

Escola SabatinaIndo fundo nas entrelinhas...

Lição 1

Lição 2

Lição 3

Lição 4

Lição 5

Lição 6

Lição 7

Lição 8

Lição 9

Lição 10

Lição 11

Lição 12

Lição 13

 
By Ministério Estudando a Bíblia

ATUALIZADO EM 26/03/2006

LIÇÃO  05 - 22 a 29 de abril

o cumprimento da promessa

 

OBS: A Lição Oficial está em VERDE e as respostas e comentários estão em BRANCO.

SÁBADO à TARDE, 15 de abril                                              Ano Bíblico: II Reis 4 e 5

VERSO PARA MEMORIZAR: "De repente, veio do céu um som, como de um vento impetuoso, e encheu toda a casa onde estavam assentados. E apareceram, distribuídas entre eles, línguas, como de fogo, e pousou uma sobre cada um deles. Todos ficaram cheios do EsPírito Santo e passaram a falar em outras línguas, segundo o Espírito lhes concedia que falassem" (Atos 2:2-4).

LEITURAS DA SEMANA: Êxo 23:16; Mar 16:17; João 4:35; 14:16­26; 16:7-13; Atos 1:4,5 e 14; 2:1, 2,5-7,22-35.

O derramamento do Espírito Santo no Pentecostes veio em cumprimento do que o Senhor havia prometido antes de voltar ao Céu: que esses apóstolos e discípulos seriam "batizados com o Espírito Santo" (Atos 1:5) e receberiam "poder" (Luc. 24:49). O Espírito Santo (it) veio sobre eles como havia sido prometido, e eles começaram a falar em outras línguas "as grandezas de Deus" (Atos 2:11). A primeira coisa que eles fizeram com esse dom foi testemunhar sobre o Senhor. É evidente que esse foi apenas o início do que o Espírito Santo* faria, e ainda está fazendo, para a igreja do Senhor.

Esse grande evento foi a culminação de muitos outros eventos, todos centrados em torno da vida, morte, ressurreição e ascensão de Jesus. Entre esses eventos, estava também a preparação do povo de Deus para que estivesse pronto a receber esse maravilhoso derramamento do Céu.
 

NOTA Escola Sabatina*: Jesus, em espírito (onipresença) passou a habitar entre a humanidade!

 

DOMINGO, 23 de abril                                                           Ano Bíblico: II Reis 6-8

Fé e a Promessa


"E, comendo com eles, determinou-lhes que não se ausentassem de Jerusalém, mas que esperassem a promessa do Pai, a qual, disse Ele, de Mim ouvistes. Porque João, na verdade, batizou com água, mas vós sereis batizados com o Espírito Santo, não muito depois destes dias" (Atos 1:4 e 5).
 

1. Nos versos acima, Jesus falou da promessa que "de Mim ouvistes". Sobre que promessa Ele estava falando? Veja João 14:16-26,16:7-13.

NOTA Escola Sabatina: João 4:24 - Jesus disse que não os deixaria só e que "precisava ir", ser Glorificado e então poderia estar com eles, onde estivessem...

De acordo com Atos 1:4, os discípulos deveriam permanecer, ficar ou mesmo se assentar em Jerusalém até que se cumprisse a promessa. A ênfase na ordem para "esperar" ou "assentar-se" está no cumprimento da promessa de Deus em seu devido tempo. A espera em si não traria o Espírito. A palavra traduzida como "promessa" - epaggelia - como é usada em outras partes do Novo Testamento, enfatiza a graça de Deus em lugar do esforço humano. É dom de Deus, recebido pela fé.

NOTA Escola Sabatina: O esforço humano foi demonstrado pelo ato de eleger-se um apóstolo para substituir JUDAS... No entanto, esta não foi a escolha de JESUS pois dois anos depois Ele, vem a Paulo e o escolhe. Não tenhas dúvida, Paulo  é o 12º apóstolo, escolhido por JESUS, como Ele escolhera os demais...

Naturalmente, a fé também é um dom de Deus (Efés 2:8)*, mas existem coisas que os crentes podem fazer a fim de fortalecer sua fé. É muito tolo e presunçoso acreditar que só porque nos foi prometida a fé, nos seria dado tudo de que precisamos, sem esforço nem cooperação de nossa parte. Grandes coisas são prometidas aos que têm fé (Rom. 5:1; Heb. 11:6), mas a fé é algo que os crentes devem apreciar, cultivar e proteger.

NOTA Escola Sabatina*: A IASD ensina que a fé é um dom de DEUS usando Efe 2:8 porém, leia com atenção este verso: O que é um Dom de DEUS não é a Fé e sim a GRAÇA...Se a fé fosse um dom dado por DEUS, eu não precisaria preocupar-me se caso eu não cresse em algo (trindade por exemplo) isto significaria que a culpa não é minha (não tenho fé por que DEUS não me deu!). Mas lendo Heb 11:1 temos que  ...a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que não se vêem; ou seja exercito a fé quando eu creio naquilo que não vejo, contradizendo assim as interpretação da igreja (homens)...

2. O que podemos fazer para cultivar a fé e fortalecê-la? Deut 4:9; Sal 119:1 e 2; Col 3: 1 e 2

NOTA Escola Sabatina: Muito boa a lembrança da Lição aos versos de Deut 4:9... No mesmo contexto desta passagem lemos: ...Guardai, pois, com diligência as vossas almas, porque não vistes forma alguma no dia em que o Senhor vosso Deus, em Horebe, falou convosco do meio do fogo; para que não vos corrompais, fazendo para vós alguma imagem esculpida, na forma de qualquer figura, semelhança de homem ou de mulher; ou semelhança de qualquer animal que há na terra, ou de qualquer ave que voa pelo céu*; ou semelhança de qualquer animal que se arrasta sobre a terra, ou de qualquer peixe que há nas águas debaixo da terra; e para que não suceda que, levantando os olhos para o céu, e vendo o sol, a lua e as estrelas, todo esse exército do céu, sejais levados a vos inclinardes perante eles, prestando culto a essas coisas que o Senhor vosso Deus repartiu a todos os povos debaixo de todo o céu. DEUT 4:15-19.

Mas, respondendo à pergunta: Conhecer a Palavra nos fortalece na Fé!!!

* Qual é o símbolo do espírito Santo?

 

SEGUNDA-FEIRA,24 de abril                                               Ano Bíblico: II Reis 9-11

Espera como preparação

Ontem, estudamos os textos em que Jesus disse aos discípulos para permanecerem em Jerusalém. Foi exatamente isso que eles fizeram (Atos 1:12). Aqui, vemos imediatamente um dos grandes princípios da fé: obediência. Dificilmente se pode esperar que se cumpram as promessas aos que desobedecem a Deus.

3. Que atitude entre os discípulos os habilitou a estar preparados para receber o derramamento do Espírito Santo? Atos 1:14; 2:1 e 46.

NOTA Escola Sabatina: Esta era a igreja VERDADEIRA fundada por Jesus... Esta igreja não morreu! Mesmo quando Lutero iniciou a reforma, não estava fundando uma NOVA igreja. Estava procurando voltar para a Igreja Apostólica. Mais tarde surgiram pessoas que advindo de uma Grande Decepção (1844) iniciaram uma OUTRA igreja cheio de NOVAS doutrinas (2.300 tardes e manhãs, Juízo Investigativo, etc). No entanto além de estarem fazendo "concorrência" com a igreja de Cristo, mais tarde abraçaram a doutrina central da igreja mãe - a trindade!

Conta a história que o grande almirante inglês Lorde Nelson, justamente antes de uma grande batalha naval, levou dois oficiais que viviam às turras. a um lugar em que podiam ver todos os navios do inimigo preparados para guerrear contra eles. "Lá", disse o almirante, "estão seus inimigos. Apertem as mãos e sejam amigos como bons ingleses".

NOTA Escola Sabatina: O Problema aqui é que temos mais "almirantes" do que "oficiais"  nesta igreja! E, os marujos que se cuidem...

Em outras palavras, as questões em jogo eram grandes demais para que diferenças pessoais se atravessassem no caminho da vitória. Assim também, podemos ver como era importante a unidade entre esses discípulos que, anteriormente, nem sempre estiveram unidos.

NOTA Escola Sabatina: Agora conheciam a causa comum: Cristo! (João 8:32).

4. No passado, o que havia causado dissensão entre os discípulos? Mar 9:33 e 34; Luc 22:24

NOTA Escola Sabatina: Interesses pessoais... posições, lideranças, mordomias; salários, etc... Mudou alguma coisa?

O que os textos de Atos, acima, mostram é que, depois que os discípulos se uniram e não mais se esforçaram para buscar a posição mais elevada, o Espírito foi derramado. Eles estavam de comum acordo. As diferenças tinham sido afastadas. Tinham um alvo comum, propósito comum, muito mais importante do que qualquer questão pessoal. Eles tiveram que resolver essas coisas antes de estarem prontos para trabalhar juntos na missão comum. "Da multidão dos que creram era um o coração e a alma" (Atos 4:32).

NOTA Escola Sabatina: Seguindo a lógica acima apresentada, se não houvesse mudanças na conduta dos discípulos o espírito (Jesus) não viria... Jesus cumpriria e transformaria os discípulos na plenitude dos tempos (festa do pentecostes) independentemente dos discípulos... Quanto às diferenças, o próprio livro de atos relata-nos diferenças entre eles. O Próprio Paulo, futuramente iria rejeitar Marcos que tornaria-se um dos evangelistas! Enfrentar Pedro era coisa corriqueira para ele. Além de que o convívio diário é que aflora as diferenças e após o martírio de Estevão estes mesmos discípulos foram pregar às nações, tornando-se assim, cada um deles um líder!

No entanto, este espírito de união (em torno de Jesus) entre eles é que fez com que a igreja que Jesus fundara (e não as atuais denominações concorrentes) prevalecesse contra as potestades do mal.

Quais são algumas das coisas que prejudicam a unidade em sua igreja? O que você pode fazer ali para ser uma força unificadora?

NOTA Escola Sabatina: FALSAS DOUTRINAS!!! Mostrar a Bíblia para quem realmente quer enxergar pois pior cego é aquele que não quer ver...


 

 

TERÇA-FEIRA, 25 de abril                                                  Ano Bíblico: II Reis 12-14

O cumprimento do Pentecostes

"Ao cumprir-se o dia de Pentecostes, estavam todos reunidos no mesmo lugar; de repente, veio do céu um som, como de um vento impetuoso, e encheu toda a casa onde estavam assentados" (Atos 2:1 e 2).

NOTA Escola Sabatina: Um vento secou as águas do dilúvio; o mar fora aberto por um vento impetuoso e, o mesmo vento (a glória de DEUS)  veio sobre os discípulos, capacitando-os...

Pentecostes é derivado de uma palavra que significa "qüinquagésimo", uma referência aos 50 dias entre a Festa dos Pães Asmos e o Pentecostes - que é a Festa das Primícias. Nessa festa, os filhos de Israel apresentavam ao Senhor uma oferta movida da colheita de trigo, expressando gratidão pelos Seus benefícios materiais (Lev. 23:15-21). Os rabinos também haviam concluído que 50 dias depois; do êxodo, o Senhor havia dado a Israel a lei no SinaL Assim, o festival também chegou a ser entendido entre os judeus como uma comemoração do Sinai. Nesse sentido, o Pentecostes comemorava a fundação das 12 tribos de Israel como nação que entrou em relação de aliança com o Senhor, "reino de sacerdotes e nação santa" (Exo 19:6) que pregaria a verdade de Deus a um mundo mergulhado em pecado e idolatria. Como é adequado que esse dia de festa representasse uma fase decisiva para introduzir gradualmente a fundação da primeira igreja cristã, que também foi chamada para pregar a verdade de Deus a um mundo mergulhado em idolatria e pecado!

NOTA Escola Sabatina: Observaram? Quando não se fala (para provar) sobre a trindade, a espiritualidade volta! No entanto fala de uma PRIMEIRA IGREJA... Quando esta igreja, segundo as Escrituras, iria ser substituída por outra senão pela de satanás? Mas lembre-se que Paulo afirma que esta igreja jamais foi rejeitada ou desfeita (Rom 11:1-5). Se isto ocorresse, Jesus estaria mentindo (mais uma vez, segundo a denominação concorrente desta igreja, a IASD) pois afirmara que: ...Pois também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela; Mat 16:18

5. Estude estes poucos textos (Êxo. 23:16; João 4:35). Como eles nos ajudam a entender o contexto espiritual do que estava acontecendo em Atos?

NOTA Escola Sabatina: Continuando a leitura de Êxodo 23 ...também guardarás a festa da sega, a das primícias do teu trabalho, que houveres semeado no campo; igualmente guardarás a festa da colheita à saída do ano, quando tiveres colhido do campo os frutos do teu trabalho. Três vezes no ano todos os teus homens aparecerão diante do Senhor Deus. Não oferecerás o sangue do meu sacrifício com pão levedado, nem ficará da noite para a manhã a gordura da minha festa. As primícias dos primeiros frutos da tua terra trarás à casa do Senhor teu Deus. Não cozerás o cabrito no leite de sua mãe. Eis que eu envio um anjo adiante de ti, para guardar-te pelo caminho, e conduzir-te ao lugar que te tenho preparado. Anda apercebido diante dele, e ouve a sua voz; não sejas rebelde contra ele, porque não perdoará a tua rebeldia; pois nele está o meu nome. Mas se, na verdade, ouvires a sua voz, e fizeres tudo o que eu disser, então serei inimigo dos teus inimigos, e adversário dos teus adversários. Porque o meu anjo irá adiante de ti, e te introduzirá na terra dos amorreus, dos heteus, dos perizeus, dos cananeus, dos heveus e dos jebuseus; e eu os aniquilarei. Não te inclinarás diante dos seus deuses, nem os servirás, nem farás conforme as suas obras; Antes os derrubarás totalmente, e quebrarás de todo as suas colunas. Servireis, pois, ao Senhor vosso Deus, e ele abençoará o vosso pão e a vossa água; e eu tirarei do meio de vós as enfermidades. Na tua terra não haverá mulher que aborte, nem estéril; o número dos teus dias completarei. Enviarei o meu terror adiante de ti, pondo em confusão todo povo em cujas terras entrares, e farei que todos os teus inimigos te voltem as costas. Também enviarei na tua frente vespas, que expulsarão de diante de ti os heveus, os cananeus e os heteus. Não os expulsarei num só ano, para que a terra não se torne em deserto, e as feras do campo não se multipliquem contra ti. Pouco a pouco os lançarei de diante de ti, até que te multipliques e possuas a terra por herança. E fixarei os teus limites desde o Mar Vermelho até o mar dos filisteus, e desde o deserto até o rio; porque hei de entregar nas tuas mãos os moradores da terra, e tu os expulsarás de diante de ti. Não farás pacto algum com eles, nem com os seus deuses. Não habitarão na tua terra, para que não te façam pecar contra mim; pois se servires os seus deuses, certamente isso te será um laço. Êxodo 23:16-33

Quem é este Anjo do Senhor? O mesmo do Pentecostes! Veja também quantas bênçãos tem os que O seguem sem restrição e até mesmo o ecumenismo é proibido por DEUS! Se lermos sobre as festas veremos que são estatutos eternos... Deus mudou? Então porque rechaçá-las?

Também é fascinante a respeito dessa época que, entre todos os festivais, o Pentecostes atraía o maior número de judeus de diferentes terras. Atos 2:5 fala de judeus devotos. de "todas as nações debaixo do céu" que estavam lá. Que oportunidade perfeita para o incrível derramamento do Espírito Santo sobre a primeira igreja a fim de que estivesse pronta para cumprir sua missão para o mundo.

NOTA Escola Sabatina: Que deus pequeno é este, o terceiro deus, que precisa "aproveitar-se" da oportunidade de uma reunião!!!

Qual você entende que é seu papel na missão da igreja para pregar o evangelho ao mundo? Que papel você está desempenhando? O que mais você pode fazer?

NOTA Escola Sabatina: FALAR A VERDADE BÍBLICA! Se eu disser ao ímpio: O ímpio, certamente morrerás; e tu não falares para dissuadir o ímpio do seu caminho, morrerá esse ímpio na sua iniqüidade, mas o seu sangue eu o requererei da tua mão. Todavia se advertires o ímpio do seu caminho, para que ele se converta, e ele não se converter do seu caminho, morrerá ele na sua iniqüidade; tu, porém, terás livrado a tua alma. Eze 33:8,9.

 

 

QUARTA-FEIRA, 26 de abril                                              Ano Bíblico: II Reis 15-17

O Céu e o derramamento

6. Leia Atos 2:22-35 e então responda às seguintes perguntas:

a. Que contraste Pedro fez entre Davi e Jesus? Qual foi o argumento?

NOTA Escola Sabatina: Ao citar o túmulo de Davi, Pedro nos mostra um Davi carnal e o Jesus carnal também verdadeiramente morreu na Cruz... Mas ao contrário de Davi, morreu e ressuscitou ao 3º dia (completos - Mat 12:39-40 - e não inclusivos, como quer a IASD).

b. No discurso de Pedro, que papel teve a morte e a ressurreição de Cristo?

NOTA Escola Sabatina: A morte e ressurreição foram profetizadas pela certeza de Davi, de que o seu descendente, Jesus, um dias sentaria em SEU TRONO, aqui na Terra.

c. Qual foi a promessa do Pai? (v. 33).

NOTA Escola Sabatina: Eta verso 33!!! Estão a derrubar o Juízo Investigativo (se Ele só entra no santíssimo em 1844, e o vs 33, assim como Apoc 3:21, afirma que foi exaltado à direita do Pai, estariam dizendo que nem mesmo o Pai esteve no Santíssimo, o trono de DEUS, durante todos estes anos...

d. Que evento incrível no Céu propiciou esse derramamento do Espírito Santo?

NOTA Escola Sabatina: Novamente, nos versos seguintes, vemos Cristo sentado à direita do Pai (mas isto não aconteceu só em 1.844?) sendo exaltado e por isto pode, a partir deste momento, estar em espírito em toda a humanidade...

A ascensão de Cristo ao Céu foi, para Seus seguidores, um sinal de que estavam para receber a bênção prometida. Por ela deviam esperar antes de iniciarem a obra que lhes fora ordenada.

Ao transpor as portas celestiais, foi Jesus entronizado*1 em meio à adoração dos anjos. Tão logo foi esta cerimônia concluída, o Espírito Santo desceu em ricas torrentes sobre os discípulos, e Cristo foi de fato glorificado com aquela glória que tinha com o Pai desde toda a eternidade. O derramamento pentecostal foi uma comunicação do Céu de que a confirmação do Redentor havia sido feita. De conformidade com Sua promessa, Jesus enviara do Céu o Espírito Santo sobre Seus seguidores*2, em sinal de que Ele, como Sacerdote e Rei, recebera todo o poder no Céu e na Terra, tornando-Se o Ungido sobre Seu povo." - Ellen G. White, Atos dos Apóstolos, págs. 38, 39.

NOTA Escola Sabatina*1: FORA DO SANTÍSSIMO, O TRONO DE DEUS? A profetiza não cria em 1844?

NOTA Escola Sabatina*2: Aquele que tem os Meus mandamentos e os guarda, esse é o que Me ama; e aquele que Me ama será amado de Meu Pai, e Eu o amarei, e Me MANIFESTAREI a ele. João 14:21.

Pai, desejo que onde eu estou, estejam comigo também aqueles que Me tens dado, para verem a Minha glória, a qual me deste; pois que Me amaste antes da fundação do mundo. Pai justo, o mundo não Te conheceu, mas Eu te conheço; conheceram que Tu Me enviaste; e Eu lhes fiz conhecer o Teu nome, e lho farei conhecer ainda; para que haja neles aquele amor com que Me amaste, e também Eu neles esteja. João 17:24-26

Cadê o terceiro?
 

O que o estudo de hoje revela sobre a harmonia íntima entre o Céu e a Terra? Como você pode ser mais sensível à realidade dessa proximidade entre o Céu e a Terra? O que você pode ter feito nas últimas 24 horas mostrando certa rejeição quanto à realidade desse vínculo?

NOTA Escola Sabatina: Jamais rejeitamos Jesus, como o Filho do DEUS único que nos deu o seu primogênito para morrer por mim, por você e por toda a humanidade!

 

 

QUINTA-FEIRA, 27 de abril                                            Ano Bíblico: II Reis 18 e 19

O dom de línguas

7. Que significava o dom de línguas que acompanhou o derramamento do Espírito Santo? Que tipo de línguas eram faladas naquele tempo, e por que essa resposta é importante para nós hoje. Atos 2:5-15

NOTA Escola Sabatina: Somente os pentecostais tem dificuldades para entender que o fenômeno que ali ocorreu não se tratava do linguajar dos anjos e sim das inúmeras línguas ali presentes. Por mais claro que o texto seja, não enxergam a verdade... Da mesma forma, hoje, por mais claro que as Escrituras apresentem o DEUS único (Deut 6:4; João 4:27; 17:3; I Cor 8:5, 6; etc) o trinitariano não enxerga o seu erro!

Tente imaginar a cena. Judeus devotos de todo o mundo conhecido de então se reuniram (como faziam cada ano) para o grande festival quando, de repente - o que aconteceu? Um grupo de galileus, conhecidos como pessoas rudes do campo (não exatamente a elite
sofisticada de Israel), de repente começaram a falar em todas essas línguas diferentes! O que estava acontecendo?

NOTA Escola Sabatina: A Glória de DEUS manifestando-se através de Jesus, em Seus discípulos!

Pode-se imaginar a consternação dos que, de repente, os ouviam falar em seu próprio idioma. Eles ficaram tão confusos que, em determinado momento (Atos 2:13), alguém os acusou de estar "embriagados", uma resposta tola, se você pensar nela. (Afinal, quantas pessoas sob a influência do álcool de repente começam a falar em línguas estrangeiras que nunca haviam conhecido antes?)

NOTA Escola Sabatina: Muitos, hoje, embriagados pela falsa doutrina da trindade, estão falando (ou trazendo fogo estranho) línguas "estranhas" á sã doutrina!

8. Juntamente com o texto de Atos 2, leia Marcos 16:17. Como este verso nos ajuda a entender o que significou o dom de línguas?

NOTA Escola Sabatina: Novas línguas e não NOVAS doutrinas!!!

Em Atos 2, onde o dom de línguas foi mencionado pela primeira vez, é muito claro que "línguas" é a habilidade dotada pelo Espírito de falar em idiomas estrangeiros. De fato, a palavra traduzida como "língua" (como em I Coríntios 14) é glossa, que significa "idioma". Se usarmos o princípio de interpretação, em que as passagens difíceis são interpretadas com base nas mais simples, alguns dos textos mais difíceis que tratam com línguas (I Coríntios 14) precisam ser examinados levando em conta o que é claro - e é claro que, em Atos 2, o dom de línguas foi a habilidade de falar em línguas estrangeiras. Este ponto é importante, especialmente levando-se em conta o fenômeno hoje chamado "falar em línguas", em que as pessoas acreditam que a repetição de expressões vocais ininteligíveis sejam a manifestação do Espírito Santo. Certamente, não foi isso o que aconteceu no Pentecostes, quando o Espírito Santo foi derramado.

NOTA Escola Sabatina: Tudo muito claro mas atribuir o dom derramado por JESUS à uma terceira pessoa (o deus espírito) continua sendo o pecado imperdoável!

 

 

SEXTA-FEIRA, 28 de abril                                               Ano Bíblico: II Reis 20 e 21

Estudo adicional

Leia, de Ellen G. White, Atos dos Apóstolos, págs. 30-37; Testemunhos Para a Igreja, vaI. 8, págs. 19-21; História da Redenção, págs. 242-247.

"O Espírito Santo, assumindo a forma de línguas de fogo, repousou sobre a assembléia. Isto era um emblema do dom então outorgado aos discípulos, o qual os capacitava a falar com fluência línguas com as quais não tinham nunca tomado contato. A aparência de fogo significava o zelo fervente com que os apóstolos trabalhariam*, e o poder que assistiria sua obra." - Ellen G. White, Atos dos Apóstolos, pág. 39.

NOTA Escola Sabatina*: Mateus 3:11

"Algumas dessas pessoas têm formas de culto a que chamam dons, e dizem que o Senhor os pôs na igreja. Têm um palavreado sem sentido a que chamam língua desconhecida, desconhecida não só ao homem, mas ao Senhor e a todo o Céu. Tais dons são manufaturados por homens e mulheres ajudados pelo grande enganador. O fanatismo, a exaltação, o falso falar línguas e os cultos ruidosos, têm sido considerados dons postos na igreja por Deus. Alguns têm sido iludidos a esse respeito." - Ellen G. White, Testemunhos Para a Igreja, vol. 1, pág. 412.

NOTA Escola Sabatina: ...Regressamos a 1845. Logo após o desapontamento gerou-se entre os adventistas grande confusão religiosa, o fanatismo e o culto emocional. O culto era principalmente doméstico (em lares privados), e as reuniões incluíam fenomenologia "carismática", onde se destacavam o "ósculo santo" como saudação, gritos latidos e cantos em voz alta, prostrações físicas (rebolar-se pelo chão, gatinhar, dar pulos, arrastar-se, etc.), batismos múltiplos por imersão, visões (principalmente eram as mulheres que as experimentavam).

Sucedeu que no sábado, 16 de Fevereiro, Ellen chega à cidade, procedente de uma reunião em Exeter, no Maine, onde suas visões ajudaram a convencer a Irmã Durben de que aceitasse a doutrina da porta fechada (como já se referiu acima). Na tarde de sábado, os crentes adventistas reuniram-se na casa de Ayer em Atkinson, Maine. Israel Dammon dirigiu a reunião. Estavam presentes as visionárias Dorinda Baker e Ellen Harmon. O Pr. Tiago White também estava presente. O que aconteceu nessa tarde de sábado?

Privilegiamos in limine o depoimento de William Crosby, um advogado de 37 anos, o qual no tribunal dois dias mais tarde disse: "Às vezes falavam todos de uma vez, gritando a todo pulmão... uma mulher jazia de costas no solo, com uma almofada sob a cabeça; de quando em quando se levantava, e contava uma visão que lhe havia sido revelada... Foi a reunião mais ruidosa a que jamais assisti - não havia ordem nem regularidade, nem nada que se parecesse com alguma outra reunião que eu tivesse frequentado... " Piscataquis Farmer, 7 de mar. de 1845 (in Bruce Weaver, Adventist Currents, "The Arrest and Trial of Israel Dammon", Vol. 3, No. 1, 1988).
 

QUER LER ESTE TEXTO NA INTEGRA: CLIC AQUI!

PERGUNTAS PARA CONSIDERAÇÃO

1. Leia com a classe, em voz alta, Atos 1:14. Que elementos importantes ajudam a provocar essa unidade entre os que, no passado, estiveram em divergência? O que vocês podem fazer, como classe, para ajudar sua igreja local a encontrar o mesmo tipo de unidade tão aparente no início da igreja?

NOTA Escola Sabatina: Trazer a liberdade! João 8:32

2. Vimos como os discípulos tiveram que esperar pela promessa do Espírito Santo. Existe alguém em sua classe ou sua igreja que esteja esperando por uma promessa de Deus - de qualquer tipo? Nesse caso, o que vocês podem fazer, como classe, para ajudar a guardar essa pessoa ou essas pessoas de se desanimarem enquanto esperam?

NOTA Escola Sabatina: Tudo tem a sua ocasião própria, e há tempo para todo propósito debaixo do céu. Ecle 3:1

 

 

CLIC AQUI para uma versão de impressão!

AUXILIAR E COMENTÁRIOS ADICIONAIS

(Comentado)

ESBOÇO

Texto-chave: Atos 2:1-4

OBJETIVOS

       1.        Comentar a importância da fé, obediência e unidade na igreja.

      2.        Examinar o significado não só do cumprimento da promessa do Espírito Santo mas seu significado no Céu.

       3.        Destacar a importância de entendermos o dom de línguas e seu propósito.

     NOTA Escola Sabatina: Esqueceram-se destes objetivos e partiram para outra!?!

Esboço

I. Reunidos em um só espírito (Atos 2:1).   

       A .       Eles estavam fisicamente juntos.

       B.       Oraram juntos e alcançaram a unidade de coração.

     NOTA Escola Sabatina: Em Cristo!

1 II. A promessa cumprida (Atos 2:1-4).

       A.       O Pentecostes - celebração de bênçãos materiais e espirituais.

       B.       Vento impetuoso e fogo - representam o poder e entusiasmo do Espírito Santo.

     NOTA Escola Sabatina: Mesmo a promessa sendo cumprida, segundo os trinitarianos, se esqueceram da Sua última ordem e batizaram cerca de 3.000 apenas no nome de Jesus!

III. Como o Espírito Santo, as línguas são dons de Deus (Atos 2:5-15).

A. Eles falaram em línguas que não entendiam, mas seus ouvintes, sim.

      B.       Palavrório sem nexo não é sinal do Espírito Santo, pois o dom de línguas deve ser entendido.

     NOTA Escola Sabatina: Isto foi o resultado do batismo pelo fogo, prometido! Será que os nossos ungidos (os pastores) experimentaram este batismo?

RESUMO

No tempo designado, e quando os crentes estavam unidos em fé e disposição de coração, a promessa se cumpriu. Os dons do Espírito Santo se manifestaram conforme a necessidade daqueles a quem Deus estava tentando alcançar. Assim como os ouvintes daquele dia precisavam ouvir a verdade em sua própria língua, as pessoas hoje precisam ouvir e ver a verdade de formas que as alcancem. Todos os dons do Espírito Santo têm um propósito: glorificar a Deus, e unicamente a Deus. Nenhum dom foi dado para glorificar pessoas. Então, usemos todos os dons de Deus para promover Sua obra e atender também às necessidades daqueles que Ele dirige a nós.

NOTA Escola Sabatina: O Pior cego é aquele que não quer ver... a Verdade! II Tes 2:11

 

INTRODUÇÃO

A conclusão do sacrifício de Cristo, seguida de Sua ressurreição e ascensão, abriu caminho para os dons e o poder do Espírito (veja Sal. 68:18 e 19; Efés. 4:8-16). Essa concessão foi sinalizada no Pentecostes por um maravilhoso derramamento do poder de Cristo para testemunhar e exercer os dons divinos para a salvação da humanidade. Desse modo, o Pai honrou o sacrifício de Cristo e saturou a igreja com poder para cumprir a grande comissão evangélica de Mateus 28:19 e 20. O Espírito foi dado não para exaltar os discípulos ou seus surpreendentes dons, mas para exaltar Cristo e Seu sacrifício expiatório.

NOTA Escola Sabatina: Então porque os discípulos, dez dias depois, desobedeceram esta "comissão" e não batizaram em nome da trindade???

I. Fé e promessa

Durante os 40 dias com Cristo depois da ressurreição, "os discípulos começaram a perceber a natureza e a extensão de sua obra. Deviam proclamar ao mundo as maravilhosas verdades que Cristo lhes confiara. Os acontecimentos de Sua vida, morte e ressurreição, as profecias que indicavam esses acontecimentos, a santidade da lei divina, os mistérios do plano da salvação, o poder de Jesus para remissão dos pecados - de todas essas coisas eram eles testemunhas, e deviam dá-las a conhecer ao mundo. Deviam proclamar o evangelho de paz e salvação, mediante o arrependimento delas e o poder do Salvador...

NOTA Escola Sabatina: e não do 3º deus!

"A mais abundante comunicação do Espírito não se verificou senão depois da ascensão de Cristo. Enquanto não houvesse sido recebido, os discípulos não podiam cumprir a missão de pregar o evangelho ao mundo. Mas o Espírito foi agora dado para um fim especial. Antes de os discípulos poderem cumprir seus deveres oficiais em relação com a igreja, Cristo soprou sobre eles Seu Espírito*. Estava-lhes confiando um santíssimo legado, e desejava impressioná-los com o fato de que, sem o Espírito Santo, não se podia realizar esta obra." - Ellen G. White, O Desejado de Todas as Nações, pág. 805.

NOTA Escola Sabatina*: João 20:22 - é aqui  que se deu a capacitação e não no pentecostes, quando ocorreu apenas a concessão de um dom...

 

II. Espera e preparação

Ao permanecerem em Jerusalém aguardando a promessa do Espírito, os discípulos não permaneceram em ociosidade, mas oraram, se arrependeram, endireitaram as coisas uns com os outros, recapitularam reverentemente os ensinos de Cristo e meditaram no elevado privilégio que tiveram de caminhar com o Senhor da glória por três anos e meio. Foram-se para sempre a luta pela supremacia, o conflito de vontades, a exaltação própria e a prática das ruins suspeitas de uns sobre os outros. Eles se esforçavam para manter a unidade do Espírito e os laços de paz (veja Atos 1:14), e quando entraram em um só acordo (veja Atos 2:1), Deus abençoou seus esforços além de suas expectativas mais elevadas e suas habilidades naturais.

NOTA Escola Sabatina: Até elegeram um sucessor de Judas... Dois anos depois, o próprio Jesus elege o verdadeiro sucessor: Paulo!

III. O cumprimento pentecostal

"A ascensão de Cristo ao Céu foi, para Seus seguidores, um sinal de que estavam para receber a bênção prometida. Por ela deviam esperar antes de iniciarem a obra que lhes fora ordenada. Ao transpor as portas celestiais, foi Jesus entronizado em meio à adoração dos anjos*. Tão logo foi esta cerimônia concluída, o Espírito Santo desceu em ricas torrentes sobre os discípulos, e Cristo foi de fato glorificado com aquela glória que tinha com o Pai desde toda a eternidade. O derramamento pentecostal foi uma comunicação do Céu de que a confirmação do Redentor havia sido feita. De conformidade com Sua promessa, Jesus enviara do Céu o Espírito Santo sobre Seus seguidores, em sinal de que Ele, como Sacerdote e Rei*2, recebera todo o poder no Céu e na Terra, tornando-Se o Ungido sobre Seu povo.

NOTA Escola Sabatina*1: ..mas não junto ao Pai, segundo a IASD que só permite que Jesus adentre ao santíssimo (o trono de DEUS) em 1844!

NOTA Escola Sabatina*2: Mas não como SUMO Sacerdote, segundo a IASD, mesmo que isto contradiga Hebreus 2:17; 4:14, 15; 5:5 (Cristo, gerado antes de em Maria?); 7:26; 8:1 (então não foi em 1844?).

"Deus está disposto a nos dar bênção semelhante quando a buscarmos assim; fervorosamente. O Senhor não fechou o reservatório do Céu depois de haver derramado o Seu Espírito sobre os primeiros discípulos. Podemos receber também da plenitude de Suas bênçãos. O Céu está repleto dos tesouros de Sua graça, e os que vão a Deus em fé podem reivindicar tudo que Ele prometeu." - Ellen G. White, A Maravilhosa Graça de Deus [Meditações Diárias, 1974]. pág. 191.

NOTA Escola Sabatina: Só faltou dizer: "Uma porção dobrada"... de uma pessoa, o 3º deus!

 

IV. O Céu e o derramamento

Uma análise mais demorada de Atos 2 revela que o sermão pentecostal de Pedro foi uma exposição bíblica plenamente inspirada do propósito e do poder do Calvário, e a realidade triunfante da ressurreição de Cristo. Esse fato traz forçosamente à nossa atenção que a chave para um novo Pentecostes é a imersão no estudo e a absorção dos benefícios práticos do sacrifício expiatório de Cristo.

NOTA Escola Sabatina: Sem tapa-olho, como os colocados em animais, para que não vejam as laterais mas sim apenas o que os líderes querem que vejamos!

 

V. O dom de línguas

O dom de línguas dado no Pentecostes não foi uma forma de expressão vocal em êxtase dada para gerar excitação emocional, mas uma reversão da confusão das línguas que Deus provocou em Babei para destruir a confederação do mal.

'E em Jerusalém estavam habitando judeus, varões religiosos, de todas as nações que estão debaixo do céu.' Atos 2:5. Durante a dispersão, os judeus tinham sido espalhados por quase todas as partes do mundo habitado, e em seu exílio tinham aprendido a falar várias línguas. Muitos desses judeus estavam nessa ocasião em Jerusalém assistindo às festas religiosas que então se realizavam. Cada língua conhecida estava por eles representada. Esta diversidade de línguas teria sido um grande embaraço à proclamação do evangelho; Deus, portanto, de maneira miraculosa, supriu a deficiência dos apóstolos. O Espírito Santo fez por eles o que não teriam podido fazer por si mesmos em toda uma existência. Agora, podiam proclamar as verdades do evangelho em toda parte, falando com perfeição a língua daqueles por quem trabalhavam. Este miraculoso dom era para o mundo uma forte evidência de que o trabalho deles levava o sinete do Céu. Daí por diante a linguagem dos discípulos era pura, simples e acurada, falassem eles no idioma materno ou numa língua estrangeira." - Ellen G. White, Atos dos Apóstolos, págs. 39 e 40. 

NOTA Escola Sabatina: Isto as Escrituras deixam evidentes e não foi preciso nenhuma "visão" para nos alertar desta realidade!

 

ESTUDO INDUTIVO DA BíBLIA

Textos: Marcos 10:37; Atos 1:4 e 5; 2:5, 22-24; I Coríntios 12:10

1. Nos dias logo após a partida de Cristo, os discípulos foram instruídos a esperar - literalmente assentar-se quietos e ficar onde estavam - pela vinda do Espírito Santo. Por que eles não estavam propensos a fazer isso? Que lições eles poderiam aprender ao seguir essas instruções?

NOTA Escola Sabatina: A ordem de esperar era para que assim eles tivessem um propósito a seguir: Jesus!

2. as discípulos eram um grupo quase incontrolável. De fato, dizer que eles eram gananciosos e egoístas não seria exagero. Porém, vemos poucos exemplos dessas atitudes nos capítulos de abertura do livro de Atos. O que os levou a mudar? Como essa mudança pode acontecer em nós?

NOTA Escola Sabatina: Esta lição é um xerox do Livro de LeRoy Froom (o pai da trindade na IASD), A Vinda do Consolador...

3. A descida visível do Espírito Santo foi designada para o festival importante do Pentecostes. O que sabemos sobre esse festival? Por que foi uma ocasião apropriada para a vinda do Espírito Santo de forma tão especial, do ponto de vista prático e simbólico? O que este fato nos diz sobre a obra do Espírito Santo em construir a igreja de Cristo?

NOTA Escola Sabatina: O Pentecostes era a festa anual das colheitas e as primícias eram oferecidas em holocausto. Cristo como as primícias dos que dormem Enoque, Elias e Moisés não valem?!?), apresentou-se, em espírito,  no Pentecostes!

4. Qual foi o significado dos eventos que aconteceram com o derramamento do Espírito Santo? O que esses eventos nos dizem sobre o papel e a natureza do Espírito Santo?

NOTA Escola Sabatina: Foi apenas uma dotação mostrando que a partir daquele momento, o próprio Filho de DEUS estaria dirigindo a Sua igreja!

5. Muitos cristãos, hoje, afirmam possuir a habilidade de falar as línguas dos anjos. Essa prática é de alguma forma semelhante ao que aconteceu no Pentecostes? Se não, existe algum apoio ou justificação bíblica para ela? Existem benefícios para isso ou, por outro lado, perigos e armadilhas?

NOTA Escola Sabatina: Ficou evidente, biblicamente, que  não! O mesmo não se pode dizer da trindade! Porém, em ambos os casos, perigos mais que perigos: A perda da Vida Etertna!
 

TESTEMUNHANDO

A Igreja Adventista do Sétimo Dia está crescendo a uma taxa recorde. Cada uma das 13 divisões mundiais está reportando avanços surpreendentes na conquista de pessoas. Como resultado, a Igreja Adventista tem mais de treze milhões de membros, que representam cada cultura, raça, posição socioeconômica, etnia, gênero e assim por diante. O maior desafio é manter unida uma família tão diversa, exigindo o compromisso de cada membro individual da igreja. Com todas as nossas diferenças, como podemos alcançar o grau de unidade exigido para uma experiência cristã saudável e satisfatória em nossa igreja?

NOTA Escola Sabatina: IMPONDO as doutrinas! Os dizimistas que o diga, não é?

Primeiro, precisamos abraçar - não manter à distância de um braço - nossas qualidades sem igual. Devemos nos lembrar de que, aos olhos de Deus, somos todos iguais. Então, se Deus não traça linhas de separação, nem nos estima de acordo com diferenças socioeconômicas ou culturais, por que devemos nós agir assim?

NOTA Escola Sabatina: Desde que se mantenha a devida separação entre Leigos e Teólogos, não é?

Segundo, precisamos educar-nos, e aos outros, quanto a como as diferenças individuais destacam nossa força coletiva, tornando nossa igreja mais saudável. Assim como certos compostos químicos ficam mais fortes quando são acrescentados outros elementos à mistura, nossa igreja fica mais rica e mais fortalecida quando são acrescentados diferentes componentes. Devemos cuidar para que nossa maior força - nossa diversidade - não se torne nossa maior debilidade. Satanás não encontraria melhor arma do que manter a igreja de Deus fraturada, em vez de inteira.

NOTA Escola Sabatina: Por isto ele (satanás) introduziu a trindade: para fragmentar a igreja,tornando-a mais uma das filhas de babilônia!

Finalmente, devemos sempre manter diante de nós, como igreja, o exemplo de Jesus Cristo. Ele convidava todos os pecadores a seguirem-na. Oferecia generosidade e amor em troca de ódio e amargura. Tornava o plano de salvação disponível a todos. Da mesma forma, Sua igreja deve servir a todos. Devemos amar, e não apenas tolerar, nossas diferenças, de forma que nossa igreja reflita um verdadeiro mosaico de filhos de Deus.

NOTA Escola Sabatina: E, é por isto que os "dissidentes" são excluídos".
 

APLICAÇÕES À VIDA DIÁRIA

Ponto de Partida

Faça um levantamento de sua classe da Escola Sabatina. Quantas línguas diferentes os membros podem falar? Diga como essas línguas foram aprendidas (a pessoa cresceu no país, estudou no estrangeiro, e assim por diante). Leiam juntos Atos 2:1,2,5-7 e 22-35. Comente o que estava acontecendo com os discípulos e com a comunidade. Qual foi a primeira coisa que os discípulos fizeram com seu novo dom?

NOTA Escola Sabatina: Usaram para edificar a igreja e hoje, na IASD o único dom concedido (pastoreio) é usado para benefício próprio...

Perguntas para consideração

1. Quais são os passos necessários para se ter uma boa horta? Como você decide se sua horta está boa? Que perigos os horticultores enfrentam? Jesus encorajou os discípulos a olhar para os "campos, pois já branquejam para a ceifa" (João 4:35). O que Ele quis dizer? O que Ele estava tentando ensinar aos discípulos? O que nos impede de nos envolvermos na semeadura espiritual?

NOTA Escola Sabatina: Por falar em colheita, re-estude a parábola do Joio e do Trigo e veja que quem é levado é o JOIO e o trigo FICA para ser armazenado no celeiro de Jesus, em SEU REINO TERREAL...

Para entender esta parábola CLIC AQUI!

2. Leia João 16:7-13. No alto de algumas folhas de papel, escreva as coisas que Jesus disse que o Espírito Santo faria quando viesse. Então, comente como você viu essas coisas acontecendo ao seu redor. Por exemplo, embaixo de "convencerá o mundo do pecado, da justiça e do juízo" (v. 8), você poderia incluir um vizinho que vinha abusando de sua família e depois mudou porque aprendeu sobre Jesus, e assim por diante. Se você achar que esta é uma tarefa difícil, por que não estamos mais cientes das atividade do Espírito em nosso mundo? Como podemos nos preparar para ser mais receptivos? Considere Atos 1:4,5 e 14.

NOTA Escola Sabatina: Ele (Jesus) faria!!!

Pergunta de aplicação

Quando nossa filha, Eva, era criança, possuía um cobertor favorito. Mesmo quando já estava se rasgando, ela recusava permitir que o trocássemos por um novo. Jesus disse a Seus discípulos que estava Se preparando para conceder-lhes um Dom poderoso (veja João 14:16-26). E se eles recusassem o ministério desse "outro Consolador" (v. 16)? O que significa ser "órfão espiritual" (v. 18)? Se você reconhecer que tem recusado o ministério do Espírito Santo em sua vida, peça a Deus para guiá-lo em uma jornada de compreensão e aceitação.

NOTA Escola Sabatina: Jamais pecarei contra Ele, o Pai, recusando a Sua obra Redentora que fez através de Seu Filho, Jesus!

AMÉM!

 

Perguntas que  os Adventistas não sabem responder:

 

22. Porque não é para batizarmos em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo (Mat. 28:19), já que em todo o livro de Atos os primeiros discípulos batizavam apenas no nome de Jesus. (Atos 2:38; 10:48). E os discípulos, cheios do E. S., não poderiam desobedecer à ordem dada por Jesus ou esquecerem-se dela.

 

23. Porque o Apocalipse repetidamente mostra que O Espírito é Jesus, veja: “Então, veio um dos sete anjos que têm as sete taças cheias dos últimos sete flagelos e falou comigo, dizendo: Vem, mostrar-te-ei a noiva, a esposa do Cordeiro”. (Apoc. 21:9). “O Espírito e a noiva dizem: Vem! Aquele que ouve, diga: Vem! Aquele que tem sede venha, e quem quiser receba de graça a água da vida”. (Apoc. 22:17).

 

24. Porque se a trindade existisse Jesus não teria dito que ele conhece o Pai e o Pai o conhece: “assim como o Pai me conhece a mim, e eu conheço o Pai; e dou a minha vida pelas ovelhas”. João 10:15.

 

25. Porque se o E. S. fosse uma pessoa, Paulo não teria escrito em Gálatas 4:6: “E, porque vós sois filhos, enviou Deus ao nosso coração o Espírito de seu Filho, que clama: Aba, Pai!” E em Filipenses 1:19: “Porque estou certo de que isto mesmo, pela vossa súplica e pela provisão do Espírito de Jesus Cristo, me redundará em libertação,...”.

 

26. Porque se o E. S. fosse uma pessoa, Pedro não teria escrito em I Pedro 1: 10 e 11 que o E. S. é o Espírito de Cristo: “Foi a respeito desta salvação que os profetas indagaram e inquiriram, os quais profetizaram acerca da graça a vós outros destinada, investigando, atentamente qual a ocasião ou quais as circunstâncias oportunas, indicadas pelo Espírito de Cristo, que neles estava, ao dar de antemão testemunho sobre os sofrimentos referentes a Cristo e sobre as glórias que os seguiriam”.

 

27. Porque não há Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito Santo, já que Paulo escreveu em Romanos 8:9 que o E. S. é o Espírito de Deus e também o Espírito de Cristo: “Vós, porém, não estais na carne, mas no Espírito, se, de fato, o Espírito de Deus habita em vós. E, se alguém não tem o Espírito de Cristo, esse tal não é dele”. Diante disso, é possível entendermos o que Pedro disse nos versos a seguir não se refere a uma 3ª pessoa e sim ao Espírito de Deus ou o Espírito de Jesus, o Espírito Santo: “Então disse Pedro, Ananias, por que encheu Satanás o teu coração, para que mentisses ao Espírito Santo, reservando parte do valor do campo? Conservando-o, porventura, não seria teu? E, vendido, não estaria em teu poder? Como, pois, assentaste no coração este desígnio? Não mentiste aos homens, mas a Deus”. Atos 5: 3 e 4.

 

28. Porque está escrito: “E acontecerá que nos últimos dias derramarei o meu Espírito sobre toda carne...” (Joel 2:28), e uma pessoa não pode ser derramada.

 

29. Porque Jesus disse que estaria conosco todos os dias até a consumação do século: “... eis que estou convosco todos os dias até a consumação do século”. Mat. 28:20.

 

CONTINUA...

Saiba mais em:

A Verdade Acima de Tudo!

ATENÇÃO!!! ATENÇÃO!!! ATENÇÃO!!! ATENÇÃO!!! ATENÇÃO!!!

CARO IRMÃO, COMO ESTAS LIÇÕES ESTÃO SENDO PUBLICADAS COM BASTANTE ANTECEDÊNCIA, VOCÊ PODERÁ ENVIAR COLABORAÇÕES QUE SERÃO INSERIDAS NO TEXTO. CASO NÃO DESEJE QUE A SUA COLABORAÇÃO SEJA IDENTIFICADA, NOS COMUNIQUE QUE A PUBLICAREMOS COMO "COLABORADOR ANÔNIMO". QUE DEUS NOS ABENÇOE EM NOSSA BUSCA PELA VERDADE. AMÉM!

OBS: USE O E-MAIL ABAIXO

Index